sábado, 5 de outubro de 2013

Música pra alma!

Música pra alma!


Não sei se acontece isso com vocês... mas tenho uma relação no mínimo engraçada com algumas letras de músicas. Falo no sentido de ouvir, ouvir, ouvir diversas vezes por anos seguidos e nunca me atentar à letra. De repente, em algum momento da vida, a música toca ao fundo de uma cena na TV, ou num carro de som passando pela rua e eis que você percebe que a letra faz TODO sentido na sua vida, e aí, a músca toca mesmo é na alma!
Será que nunca tinha percebido isso antes? Ou será que o momento de vida me proporcionou tal identificação com a letra?
Essa semana aconteceu comigo (de novo!) no dia em que escrevi meu primeiro texto aqui pro blog.
Estava em casa assistindo a abertura do The Voice Brasil (que aliás, adoro) e o quarteto dos técnicos abriu o programa cantando "Já é" de Lulu Santos, numa versão inédita. (Confira abaixo)
Gente...como assim nunca tinha me atentado à letra dessa música? Representa exatamente o que falei ontem aqui, sobre "dúvidas sobre como estou, quem sou hoje, se era isso mesmo que eu tinha planejado pra minha vida".

 
 
Sei Lá (Lulu Santos)
 
Sei lá
Tem dias que a gente olha pra si
E se pergunta se é mesmo isso aí
Que a gente achou que ia ser
Quando a gente crescer
E nossa história de repente ficou
Alguma coisa que alguém inventou
A gente não se reconhece ali
No oposto de um déjà vu
Sei lá
Tem tanta coisa que a gente não diz
E se pergunta se anda feliz
Com o rumo que a vida tomou
No trabalho e no amor
Se a gente é dono do próprio nariz
Ou o espelho é que se transformou
A gente não se reconhece ali
No oposto de um vis a vis
Por isso eu quero mais
Não dá pra ser depois
Do que ficou pra trás
Na hora que já é!

2 comentários:

  1. Sim, muitas vezes esta identificação com a letra acontece. Quando passei a te conhecer e com você fui convivendo, me identifiquei com uma música maravilhosa de Tom Jobim - Eu Sei Que Vou Te Amar.

    ResponderExcluir